sábado, 28 de março de 2009

Soe a corneta-


Soe a corneta-

Soe a corneta agora - Toque apenas para mim
Como as estações mudam - Lembro-me como usei-a
Agora eu não posso continuar - Nem mesmo começar
Não tenho nada a minha esquerda - Apenas um coração vazio
Eu sou um soldado - Ferido de tal modo que eu deva desistir da luta
Não há nada mais para mim - Irei me afastar...
Ou deixe-me mentindo aqui...
Soe a corneta agora - Diga-lhes que não me importo
Não há uma estrada que eu sei - que conduz a algum lugar
Sem nenhuma luz eu tenho medo - de tropeçar no escuro
Diretamente para baixo - decido não partir
Então de cima - em algum lugar distante
Há uma voz que chama - recordando quem você é
Se perder a si mesma - sua coragem logo o seguirá
Seja forte esta noite - recorde quem você é
Ya,você é um soldado agora - lutando em uma batalha Para estar livre uma vez mais...
Ya,por que vale a pena lutar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode deixar aqui a sua opinião ou comentar sobre o assunto