sábado, 13 de novembro de 2010


Desde que eu nasci estou num conflito
Aflita pra saber porque com tanta gente
Que eu podia ser ,eu nasci eu

Perdida entre sentimentos bons
Pequenos delitos e contradições
Entre a luz e o breu
Mas eu não sou uma só, não sou Eu também sou milhões de eus
Pois sou eu quem acredita em mim
Sou eu quem me explico quando me complico
Eu mesmo atendo às minhas preces
Eu mesmo ouço meus próprios gritos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode deixar aqui a sua opinião ou comentar sobre o assunto